8 Dicas importantes para fechar as melhores parcerias em logística empresarial

12 de maio de 2020

Busco Logística

 

Como em toda área, as parcerias são fundamentais para crescimento e ampliação da empresa. No setor de logística não seria diferente. A união de forças associado a expertises é interessante ao mercado e ao consumidor, garantindo mais competitividade a todas as partes envolvidas.

Uma boa parceria desenvolvida é fundamental para o sucesso no mundo corporativo, já que afeta diretamente a produção, competitividade e o sucesso do empreendimento. Para que isso aconteça, algumas atitudes precisam ser pensadas e levadas em conta, antes de encontrar um parceiro e fechar negócios.

Nesse artigo, separamos 8 dicas importantes para serem levadas em consideração antes, durante e depois de encontrar e fechar uma ótima parceria. Não existe fórmula mágica, mas pequenas atitudes podem garantir boas escolhas, implementando estratégias a fim de ganhar mais eficiência nos processos produtivos e retorno financeiro.

1- TRACE O PROPÓSITO DA PARCERIA

 Quando começamos a pensar em fechar uma parceria, precisamos antes de tudo traçar o objetivo que queremos atingir com isso. A ideia, com certeza, é melhorar a logística da empresa, mas isso pode ser feito para reduzir custos ou aumentar as vendas, por exemplo. A princípio, seria significativo analisar o mercado e verificar o que seria mais interessante para seu público, pois essa deve ser uma das prioridades de sua empresa.

Ao traçar esses objetivos e estabelecer de que forma pretendemos alcançá-los em parceria com outra empresa, fica mais descomplicado entender que tipo de companhia será compatível com a sua necessidade e que integrará seus projetos e metas.

2 – SOLICITE COTAÇÕES E IDENTIFIQUE POSSÍVEIS PARCEIROS

Baseando-se nos tipos de serviços oferecidos, a escolha se torna mais natural. A pesquisa sobre o portfólio da empresa é imprescindível para triarmos as escolhas mais assertivas para o negócio. Para facilitar ainda mais, faça cotações a fim de estabelecer parceiros que estejam dentro da sua realidade no momento. Quanto mais cotações tiver, melhor, assim você entende a média de mercado.

Logo após, comece a triar quais serviços estariam de acordo com suas metas, o que cada parceiro tem a oferecer, seus diferencias, pós e contras. Entre em contato solicitando algumas informações mais precisas, que não foram encontradas na internet e impreterivelmente faça uma visita pessoal para conhecer melhor a estrutura do local, os equipamentos, seu funcionamento e a política da empresa.

3 – ANALISE O CUSTO-BENEFÍCIO

A máxima que diz: “o barato pode sair caro” faz total sentido, ainda mais aplicado a esse caso. Observe detalhadamente o que cada serviço oferece e o que ele tem a acrescentar à sua empresa. O valor não deve ser o fator decisivo e sim a qualidade do serviço.

Além disso, não esqueça, ao contratar uma parceria logística empresarial para realizar determinadas atividades, a sua empresa já está terceirizando e diminuindo custos com impostos e encargos trabalhistas. No fim, a estratégia em si já é uma razão para não priorizar apenas o preço operacional.

Aprofunde-se no que está sendo ofertado e a que valor. Observe se sente falta de um recurso essencial ao seu processo logístico, debata e negocie até chegarem em um acordo vantajoso para ambos. Coerentemente, é sobre isso que se trata uma parceria.

4 – ATENTE-SE AOS VALORES E PRINCÍPIOS ÉTICOS

Essa é uma questão de suma importância para o fortalecimento de sua empresa, mesmo que à primeira vista poucos consigam entender. O seu futuro parceiro precisa compartilhar os mesmos valores organizacionais que você e estar alinhado com sua filosofia de negócios. Ambos precisam falar a mesma língua para não confundir o cliente e dessa forma unificar o atendimento.

Por exemplo, sua empresa estabeleceu uma ótima relação com os clientes, baseando-se em atendimento personalizado, transparência e comunicação direta. Mas seu novo parceiro não prioriza essa linha e age de forma contrária. Dessa forma, os danos seriam implacáveis.

Portanto, certifique-se que as empresas pesquisadas para uma futura parceria estejam em concordância com as filosofias de sua empresa e que haja uma integração de tal forma que satisfaça os clientes.

 5 – PESQUISE O HISTÓRICO DOS FUTUROS PARCEIROS

Quanto melhor for a referência dos seus parceiros, maior influência positiva isso gera a sua marca. Para verificar as referências, algumas atitudes podem e devem ser tomadas, como consultar sites de reclamações e mídias sociais, solicitar recomendações de seus atuais clientes, questionar clientes antigos sobre quais questões o fizeram romper com a empresa, procurar eventuais problemas jurídicos ou atrasos de prazos e pagamentos. Faça também uma pesquisa de campo para entender melhor o trabalho que elas fazem.

Antes de se associar a outra empresa, conhecê-la a fundo é fundamental. Com auxílio desses critérios, defina as instituições mais interessantes para se aliar.

6 – ESTABELEÇA REGRAS

O combinado não sai caro, então estabeleça regras claras, deveres e benefícios que cada um deverá cumprir. Tudo precisa estar acordado em contrato para evitar futuros problemas de falta de comunicação. Esse documento irá definir as responsabilidades das empresas envolvidas e respaldar de eventuais problemas. É essencial que ambos cumpram o que foi acordado para evitar desgastes na relação e problemas com os clientes.

Se possível, faça um código de conduta a ser seguido pelos colaboradores e crie um treinamento para que a atitude de ambas empresas estejam em consonância.

 7 – CONSTRUA UM BOM RELACIONAMENTO

Após tudo isso, com o contrato fechado, esteja sempre aberto a diálogos, permaneça em constante contato, crie um vínculo com seu parceiro. Observe o desenrolar do serviço e veja se resta alguma aresta a ser acertada. Nutrindo um bom relacionamento, os diálogos e decisões tornam-se mais orgânicos. Seja transparente e mantenham-se aliados ao mesmo objetivo, isso trará ainda mais sucesso a parceria e suas respectivas empresas.

Bons parceiros logísticos existem, mas exigem um relacionamento construído e fortalecido, baseado em confiança. Quando um lado cumpre sua parte, a tendência é que o outro siga da mesma forma.

 8 – MONITORE OS RESULTADOS E AVALIE OS BENEFÍCIOS DA PARCERIA

A avaliação do serviço precisa ser periódica, dessa forma é possível entender se há necessidade de alguma alteração, se os resultados estão satisfatórios, se precisa reforçar algum ponto. Vale também examinar os custos, retornos e qualidade.

A partir do monitoramento dos resultados, avalie se a parceria realmente é um sucesso. Caso a resposta for negativa, deve-se pensar em partir para novas parcerias.

Em resumo, podemos dizer que sim, uma parceria logística é fundamental para se obter sucesso nos negócios. E quando há cooperação para alcançar êxito, costuma haver também esforços dobrados para os resultados serem os melhores possíveis.

A Busco Logística desenvolve soluções logísticas customizadas para entregar valor e gerar boas experiências com tecnologias e pessoas felizes!

Gostou do artigo? Siga nossas redes sociais e fique atualizado sobre a logística do Brasil!


Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quer receber mais dicas gratuitamente?

Cadastre-se para receber dicas sobre Logística


Busco Logística, soluções customizadas para entregar valor e gerar boas experiências com tecnologias e pessoas felizes!