Saiba mais sobre a importância da licença da ANVISA para realizar o transporte na área da saúde

17 de novembro de 2020

Geralmente para efetuar o transporte de cargas é primordial obter determinadas certificações e licenças, ainda mais quando esse transporte é direcionado a área da saúde. Isso porque este é um setor que lida com produtos muito importantes e de certa forma frágeis, os quais precisam de cuidados extras.

Dessa maneira, é essencial seguir algumas normas determinadas pela ANVISA que objetiva garantir a qualidade e segurança dos materiais, evitando assim possíveis danos que viriam prejudicar o uso do produto.

Sendo assim, a seguir entendemos melhor sobre porque é importante a licença da ANVISA para realizar o transporte na área da saúde.

O que é a ANVISA?

A ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) é o órgão vinculado ao Ministério da Saúde com a responsabilidade pelo controle sanitário de produtos e serviços. Ou seja, trata-se do órgão regulador que fiscaliza, controla e certifica as empresas que atuam com produtos, seja na sua fabricação, distribuição, transporte ou venda.

Transporte na área da saúde

Para o transporte na área da saúde, a ANVISA estabelece alguns pré-requisitos que a transportadora obrigatoriamente deve cumprir. Como por exemplo, a necessidade de obter o certificado de autorização de funcionamento de empresa (AFE).

Em casos de transportes de medicamentos especiais, é necessário adquirir uma AE (autorização especial), e ainda é preciso contar com o acompanhamento de um farmacêutico durante o transporte. Este que irá auxiliar no processo a fim de que não ocorra nenhum problema com os produtos, ou ainda, caso seja verificado algum dano, tomará a decisão mais adequada.

Além disso, a ANVISA dispõe de um guia que garante o manuseio correto de medicamentos, o qual apresenta procedimentos para manipulação das embalagens desses produtos e inclui informações sobre armazenamento, controle de temperatura e umidade.

A finalidade desse manual é auxiliar as transportadoras a atuarem corretamente para que as entregas desses produtos sejam feitas de modo seguro sem que haja alterações. E seguindo o protocolo de acondicionamento com a temperatura, umidade e material adequado, diminuindo as chances de danos durante o transporte.

Outras exigências que a ANVISA estipula são as condições ideais dos veículos, desde o respeito à quantidade de volume máximo das cargas, a distância do percurso, tempo da viagem, até o carregamento.

No tocante às obrigações da transportadora terá obrigações como possuir a inscrição no conselho regional de farmácia; contar com um assistente técnico responsável; manter as condições ideais e higienizadas dos veículos e do armazenamento de cargas; proteger os medicamentos e correlatados para que não tenham contato com produtos tóxicos e radioativos; e ainda não deixar os produtos em ambientes odorizados.

Assim também, é crucial o uso de protocolos com relação a recebimento das mercadorias e quanto a sua conferência.

Visto que assim certifica-se sobre a quantidade de materiais recebidos e que deverão ser entregues.

Além de seguir todas as normas é interessante realizar treinamentos constantes com os colaboradores, para que consigam atender corretamente todas as regulamentações impostas.

Portanto, as licenças, certificações e toda legislação da ANVISA tem como objetivo garantir que o transporte de produtos para área da saúde seja realizado com qualidade, agilidade e segurança. Por isso, é tão importante efetuar os carregamentos de acordo com as normas do órgão regulador.


Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quer receber mais dicas gratuitamente?

Cadastre-se para receber dicas sobre Logística


Busco Logística, soluções customizadas para entregar valor e gerar boas experiências com tecnologias e pessoas felizes!